Em Santa Isabel, deputado Gondim e prefeita Fábia entregam bolsas da Frente de Trabalho

O deputado Luiz Carlos Gondim (Solidariedade), e a prefeita Fábia da Silva Porto Rossetti, entregaram na manhã de hoje (07.03), no município de Santa Isabel, 60 bolsas do Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego (Pead), mais conhecido como Frente de Trabalho, da Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho.

Na oportunidade a prefeita Fábia, agradeceu o empenho do deputado para levar esse Programa para a cidade, e destacou a importância dessas bolsas para contribuir com o desenvolvimento de Santa Isabel. “Tenho certeza que as pessoas beneficiadas com essas bolsas terão mais oportunidade de trabalho”.

Já o deputado reforçou o objetivo da Frente, que oferece ocupação, qualificação profissional e renda para cidadãos que estão desempregados. “Esse programa ajuda pessoas em situação de alta vulnerabilidade social, já que é uma ação emergencial de auxílio desemprego, disponibilizando atividades em serviços gerais, conservação e manutenção de órgãos públicos estaduais e municipais, e qualificação profissional ou alfabetização. Precisamos aumentar o número de bolsas para levar para mais pessoas no Estado, principalmente nesse período de crime o país enfrenta”, disse Gondim.

Podem participar da Frente de Trabalho, maiores de 17 anos e residentes há pelo menos dois anos no Estado. O bolsista desenvolve suas atividades por até nove meses, com jornada de seis horas diárias, quatro dias por semana, sendo o quinto dia destinado a um curso de qualificação profissional ou alfabetização. Os inscritos passam por avaliação socioeconômica para ingresso.

O beneficiado recebe, mensalmente, bolsa-auxílio de R$ 300 (incluído o cartão-alimentação), seguro de acidentes pessoais e auxílio-deslocamento, quando necessário. Em caso de óbito em função de acidente durante o período de duração do contrato, a família tem direito a seguro de vida. São reservadas 3% das vagas para pessoas com deficiência e 2% para atendimento de egressos do sistema penitenciário. A participação na Frente não constitui vínculo empregatício, já que tem caráter assistencial e de formação profissional.

O Programa Frente de Trabalho é uma ação emergencial de auxílio desemprego que proporciona ocupação qualificação profissional e renda para trabalhadores desempregados há no mínimo 1 ano, maiores de 17 anos e residentes há pelo menos 2 anos no Estado de São Paulo.

O evento também contou a participação do secretário-adjunto Eufrozino Pereira, da Secretaria Estadual do Emprego e Relação do Trabalho, do vice-prefeito, Dr. Carlos Augusto Chinchilla Alfonso, do presidente da Câmara, Alencar Galbiatti, e diversas autoridades municipais.

Deixe uma resposta