Audiência pública debateu sobre a importância da conscientização do Abril Marrom

O deputado Luiz Carlos Gondim realizou no dia 04 de abril, na Assembleia Legislativa, audiência pública em alusão a comemoração final do Abril Marrom – mês de prevenção e combate às diversas espécies de cegueira, para discutir e conscientizar sobre diagnósticos e tratamentos para evitar vícios de refração, catarata, retinopatia diabética, glaucoma, degeneração macular e outras patologias oculares.

O evento contou com especialistas da área, com avaliação oftalmológica e com palestra do Dr. Suel Abujanra – médico oftalmologista e presidente e professor da Residência Médica do Instituto Suel Abujanra; Dr. Pedro Duraes Serracarbassa – médico oftalmologista e diretor do Departamento de Oftalmologia do Hospital do IAMSPE; do Dr. Carlos Fonçatti – médico oftalmologista de Mogi das Cruzes.

Em seu pronunciamento o parlamentar ressaltou a importância dos cuidados com a visão. “Muitas pessoas podem evitar a cegueira simplesmente conhecendo as doenças oculares, sintomas e situações que podem levar à cegueira. Em cada fase da vida, os cuidados com a saúde ocular e o atendimento por um médico oftalmologista são importante como forma de proteger a visão”, destacou o deputado Gondim.

O parlamentar também falou sobre o projeto de Lei que apresentou na Assembleia Legislativa,  que institui o dia 18 de abril como “Dia Estadual do Abril Marrom”. O projeto reforça a importância de esclarecer, orientar e conscientizar a população em geral com a participação maciça do Governo do Estado e municípios, por intermédio das Secretarias de Estado da Saúde, Educação e Emprego e Relações do Trabalho, bem como entidades da sociedade civil organizada, iniciativa privada e instituições de ensino públicas e privadas, mobilizando todos para comemorar a data.

“A finalidade da propositura é demonstrar por todos os meios possíveis e necessários, a relação direta da visão com a qualidade de vida e o desempenho do indivíduo, de qualquer idade, no trabalho, na escola, nas relações sociais, e a importância e a necessidade imperiosa de combater, conhecer, diagnosticar, tratar e reabilitar todo indivíduo acometido por quaisquer espécies dos males da visão que, em muitos casos, levam à cegueira”, argumentou Gondim.

Deixe uma resposta